ua-tour.net

Lixo Marinho

04 Out. 2013
 Plastics Recycling

. O Lixo Marinho é um desafio global para todos nós

O lixo marinho é um problema complexo e multidimensional que afeta os oceanos, os mares e rios do mundo. As avaliações têm demonstrado que o lixo marinho é prejudicial para a vida marinha e, que têm um impacto à escala global. Sendo a pesca e o turismo também afetados. Apesar do aumento da atenção mediática e política, a verdadeira magnitude do problema ainda é em grande parte desconhecida. De acordo com a UNEP, 80% de todo o lixo marinho é originado a partir da terra. Na conferência Rio+20, todos concordaram em comprometer-se a tomar medidas para alcançar reduções significativas dos detritos marinhos até 2025, com base nos dados científicos recolhidos e, a Comissão Europeia também está a considerar uma meta de redução a nível da UE a ser implementada em 2013.

 

. A Indústria dos Plásticos entra em ação a nível global

A indústria dos plásticos está preocupada com o lixo marinho e assume a sua parcela de responsabilidade juntamente com outros intervenientes. Numa "Declaração para Soluções de Lixo Marítimo ", as organizações mundiais dos plásticos delinearam um conjunto de ações para o setor. Perto de 140 projetos que visam contribuir para a luta contra o lixo marinho tem, desde então, visto a luz, incluindo, o projeto da PlasticsEurope "Zero- pellet-lost", programas como o "Vacances propres", que promovem um comportamento responsável em destinos de férias e, o "Cool Seas Bottles Champions", que procura aumentar a consciência das crianças sobre lixo marinho e o ambiente marinho no ensino básico em todo o Reino Unido. A lista de todos os projetos pode ser consultada em www.marinelittersolutions.com.

 

 

. Sem resíduos nos Oceanos

A prioridade é dada a ações que impeçam que os plásticos acabem como lixo nos oceanos. Além disso, apoiar a investigação vai ajudar a entender melhor o impacto de partículas de plástico no ambiente marinho e, irá ajudar a desenvolver possíveis soluções, p.e., a PlasticsEurope trabalha com um grupo especialista da ONU relacionado com o GESAMP (Grupo de Peritos em aspetos científicos de proteção do ambiente marinho), bem como, com universidades e, na procura de uma cooperação contínua com potenciais parceiros.

.Cada pedaço de lixo tem um dono

Se deitar lixo fora é uma questão de responsabilidade pessoal, torna-se essencial aumentar a conscientização sobre o lixo marinho e o seu impacto nos ecossistemas marinhos, p.e., através da implementação de campanhas anti-lixo e limpeza das praias. A PlasticsEurope participa do projeto MARLISCO com o objetivo de aumentar essa consciência entre os cidadãos europeus.

 

Mensagens-Chave:  

 

 

1. Lixo Marinho é inaceitável

Para impedir que os plásticos acabem no ambiente marinho, a indústria deplásticos tem parcerias a nível global em cerca de 140 projetos.

 

2. Melhorar a gestão de resíduos

O lixo marinho é em parte o resultado de má gestão dos resíduos. Melhorar a gestão dos resíduos de modo a que nenhum plástico acabe em aterros sanitários irá ajudar a evitar que esses mesmos resíduos cheguem ao ambiente marinho. Os governos precisam integrar nas suas estratégias nacionais de gestão de resíduos a questão do lixo marinho.

 

3. Aumentar a conscientização sobre o Lixo 

Atividades educativas e campanhas de informação são fundamentais para que a sociedade compreenda o efeito ‘bola de neve’ do lixo e, para conduzir à mudança de comportamentos a longo prazo. A legislação anti lixo deve ser introduzida ou reforçada a um nível nacional.

 

 

Fonte: PlasticsEurope, Março de 2013