ua-tour.net

Os Plásticos Economizam Energia

04 Nov. 2013
 Plastics Recycling

. A eficiência energética determina a agenda política

A eficiência energética está no centro da agenda e da estratégia europeia de energia. O Roteiro 2050para a Energia, define as bases para uma produção e utilização mais eficiente da energia, na Europa. Ao contrário do que muitas pessoas pensam, os plásticos contribuem e irão continuar a contribuir para a eficiência energética: a maioria dos produtos de plástico requerem, na sua produção, menos energia do que alguns materiais alternativos e, acima de tudo, muitos produtos de plástico economizam uma quantidade significativa de energia durante a sua utilização. O estudo Denkstatt mostra que os produtos de plástico hoje no mercado permitiram poupanças de energia equivalente a 53 milhões de toneladas de combustível fóssil. Se todas as soluções plásticas disponíveis no mercado fossem utilizados hoje, pouparíamos 12 toneladas de CO2 por cada tonelada de CO2 investida na produção de plástico (equivale a uma proporção de 12:1).

 

. Os Plásticos economizam energia nas Embalagens

O relatório Denkstatt mostra que as embalagens de plástico têm uma vantagem sobre outros materiais quando se trata de eficiência energética, a sua leveza. De fato, se a comida for embalada num material que não plástico, o consumo de energia relacionado será o dobro e, as emissões de gases ‘efeito estufa’ praticamente triplicam. A indústria do plástico está empenhada no uso eficiente de plásticos nos seus produtos. P.e., o peso das garrafas de plástico para detergente líquido foi reduzido em 36 % num período de 20 anos, de 67g na década de 1990 para 43 g em 2010.

 

. Plásticos economizam energia na Construção

A redução da demanda energética dos edifícios tem um enorme e inexplorado potencial, porque os edifícios são responsáveis ​​por cerca de 40 % do consumo energético da UE e pelas emissões de gases ‘efeito estufa’. A renovação/reabilitação dos edifícios existentes e a construção de novos edifícios energeticamente eficientes são necessários para cumprir os objetivos que a UE estabeleceu neste campo. Aqui, novamente, os plásticos podem desempenhar um papel fundamental, ao oferecerem uma combinação única de desempenho ambiental, relação custo-eficácia e, confiabilidade ao longo do tempo. P.e., a combinação entre isolamento térmico com métodos adicionais, tais como janelas com vidros triplos, pode reduzir o consumo de combustível e as emissões de CO2 até 80 %. Os plásticos são um dos poucos materiais que podem desempenhar os dois trabalhos.

 

 . Plásticos economizam energia nos Automóveis

Os carros energeticamente mais eficientes não existiriam nos dias de hoje nem no futuro sem materiais plásticos. Primeiro, porque os plásticos permitem a eficiência energética ao reduzir o peso total do veículo, que se traduz em menores consumos de combustível. Além disso, em conformidade com o objetivo de reduzir as emissões de CO2 em 60%no sector dos transportes até 2050, a indústria automóvel está a desenvolver soluções de baixo carbono, como os híbridos, elétricos e carros a hidrogênio nos quais os plásticos de alto desempenho têm um papel vital.


 

Mensagens-Chave:  

 

 

1. Os Plásticos usam pouca energia na sua produção

Apenas 4% de todo o petróleo e gás consumido na Europa é utilizado como matéria-prima para a produção de plástico, enquanto 90% é utilizado para aquecimento, transporte e geração de energia. A maioria dos produtos plásticos requerem menos energia na sua produção do que materiais alternativos.

 

 

2. Os plásticos são materiais inovadores e fundamentais que contribuem consideravelmente para a economia de energia

Os Plásticos são materiais de alta tecnologia e fundamentais para a economia de energia em diversas aplicações do dia-a-dia, tais como embalagens, edifícios, construção e automotivo.

 

 

Fonte: PlasticsEurope, Março de 2013