Isolamento sobre Laje de Esteira

Descrição do Sistema
O sistema consiste na aplicação de uma camada de EPS sobre a laje de esteira. Sobre a camada de EPS aplica-se a estrutura de suporte das telhas.
No caso de se utilizarem placas de EPS com a superfície canelada, colocam-se as ripas para assentamento das telhas directamente sobre o isolante.
No caso de se utilizarem placas de EPS normais, a estrutura de suporte do telhado pode ser uma camada de betonilha, sobre a qual são colocadas as ripas de uma maneira tradicional, ou pode ser uma estrutura totalmente em madeira.

Campos de Utilização
Isolamento de coberturas em construção nova ou quando o telhado for recondicionado, em edifícios com uma laje de esteira inclinada.

Características do EPS a utilizar
As placas de EPS devem ter as arestas recortadas (por ex. meia madeira) para reduzir a eventual passagem de calor pelas juntas.
O EPS com a superfície canelada deverá ser não inflamável e do tipo EPS 100 ou superior.
O EPS em placas normais será do tipo EPS 60 ou superior.

Vantagens do Sistema
Isolamento térmico eficaz, permitindo o aproveitamento do sótão.

Princípios de Aplicação
O EPS canelado é colado e fixo mecanicamente. O EPS em placa é colado para não se desprender até à colocação da estrutura de suporte da telha.

Recomendações Especiais
Deixar a laje desempenada para facilitar a colocação do EPS. As placas são colocadas de baixo para cima e com as juntas desencontradas.
O EPS canelado é colocado paralelamente ao beirado e fixo mecanicamente por buchas apropriadas.
No caso da utilização de uma betonilha de recobrimento, deverá criar-se um degrau junto ao beirado, solidário à laje, com a altura da camada isolante e da betonilha.
No caso da utilização de uma estrutura de fixação do telhado em madeira, esta deverá estar fixa mecanicamente à laje. Os pernos ou parafusos de fixação devem ser os únicos componentes a travessar a camada de isolamento.

 

COBERTURAS INCLINADAS
Isolante nas vertentes

K[W/m² ºC]

 

INVERNO

FLUXO ASCENDENTE

EPS
esp.
[mm]

ESTRUTURA DAS VERTENTES

LAJE MACIÇA

LAJE ALIGEIRADA

BLOCOS

CERÂMICOS

BETÃO

3,5

2,9

2,9

20

1,45

1,35

1,35

40

0,95

0,90

0,90

60

0,70

0,65

0,65

100

0,45

0,45

0,45

VERÃO

FLUXO DESCENDENTE

2,3

2,0

2,0

20

1,20

1,15

1,15

40

0,85

0,80

0,80

60

0,65

0,60

0,60

100

0,40

0,40

0,40